16.10.09

"..................................................................................

como sou anti-agressão resolvi não por os meus filhos nesta modalidade mas gostava que eles tivessem aulas de defesa pessoal mas que não se tornassem agressivos, será que existe a possibilidade de terem aulas de defesa pessoal e não ficarem agressivos?


 

Resposta:

 

Quanto à questão que coloca posso dizer-me sem qualquer dúvidas que incentivar os seus filhos a praticar defesa pessoal, karate, ou qualquer
outra arte marcial só vai contribuir para que eles se transformem em rapazes ou raparigas mais confiantes, mais seguros e muito pacificos.
Através da prática destas artes as pessoas aprendem a gastar as suas energias de forma mais racional e contida.
Já dou aulas de karate há muitos anos e tenho assistido a muitas transformações de rapazes inseguros e agressivos em rapazes admiráveis
e capazes dos maiores gestos de simpatia e altruismo.
Por isso o que lhe aconselho é dirigir-se a uma escola de artes marciais que tenha a variante preferida dos seus filhos ou filhas e fale com o instrutor para poder fazer uma avaliação da pessoa.
A maioria dos instrutores deste tipo de modalidades são pessoas bem formadas e bem preparadas mas pode sempre fazer a sua avaliação para ter a certeza que os seus filhos estão em boas mãos.
Não tenha por isso receios em incentivar esta prática.

 

link do postPor defesapessoal, às 17:28  comentar

15.10.09

No link http://mulher.sapo.pt/dossiers/?catg=XzX894 pode consultar situações práticas e aprender qual a melhor forma de se libertar.

Vamos incluindo filmes neste dossier de forma a construirmos um verdadeiro curso de defesa pessoal com muitas situações práticas de defesa pessoal e também muitas situações de atitudes preventivas que deve ver com atenção.

Se tiver duvidas sobre a execução destes movimentos ou qualquer questão relacionada com o tema, não hesite, estamos disponíveis para ajudar.

Nesta situação, a que chamamos video nº2, a "nossa vitima" foi abordada lateralmente e defendeu-se travando a agressão. Ou seja, actuou de forma rápida antecipando-se ao que poderia ser uma "guilhotina" ao pescoço.

Depois deste movimento terminado por parte do agressor, seria muito mais dificil libertar-se da situação.

Por isso, propomos que se antecipe e tente evitar ficar preso.

Arranje um ou uma parceira e vá praticando.

Vai ver que é mais fácil do que imagina.
 

 

 

link do postPor defesapessoal, às 14:00  comentar

9.10.09

 

Agora que começa a escola e fica de noite mais cedo converse com o seu filho e explique-lhe os cuidados que deve ter quando estiver sozinho na rua ou em casa.

A partir dos 9/10 anos, uma criança informada pode evitar situações dramáticas.

Antes desta idade as crianças não devem andar sozinhas na rua.

Explique-lhe por isso que:

- não deve aceitar nada de desconhecidos;

- Nunca deve acompanhar desconhecidos mesmo que lhe pareçam amigáveis;

- Não deve aceitar boleias de desconhecidos mesmo que digam que são amigos do pai ou da mãe;

- Deve fazer o trajecto de e para a escola sempre na companhia dos pais ou se for impossível, na companhia de um grupo de amigos que vivam na mesma zona;

- Mesmo acompanho deve fazer trajectos diferentes, ou seja, deve evitar passar sempre à mesma hora nos mesmos locais;

- Deve evitar brincar longe de casa ou em locais isolados;

- Sempre que sair para a rua para brincar, deve avisar sempre os pais acerca do local onde se encontra;

- Se desconfiar de algum desconhecido deve falar com os pais ou com a professora (explique-lhe que apenas os adultos da família o podem ajudar nestas situações);

- Nunca deve abrir a porta de casa a desconhecidos;

- Se se perder ou estiver numa situação de apuro, lembre-lhe que pode sempre utilizar qualquer telefone para pedir ajuda para o número 112.

link do postPor defesapessoal, às 19:09  ver comentários (2) comentar

25.9.09

Quero desde já agradecer o facto de terem decidido criar este blog!
Sou mulher e preocupo-me bastante com este assunto, tanto para mim, como para o meu filho.
A minha pergunta prende-se exactamente com a defesa pessoal das crianças pequenas.
Que tipo de técnicas se podem aplicar a crianças pequenas, neste caso, a partir dos 4 anos?
 

 

 

link do postPor defesapessoal, às 11:09  comentar

3.9.09

 

Com este blog pretende-se contribuir para o aumento do sentimento de segurança de todos.
Sem desassociar o Estado, através das várias polícias, da nobre tarefa de proteger todos os cidadãos bem como os seus bens, esperamos contribuir para o total e verdadeiro esclarecimento de todos perante a temática da Defesa Pessoal.

E como vamos fazer isso?

Em primeiro lugar vamos sempre abordar o tema da prevenção.
É sempre com a prevenção que se inicia o estudo da defesa pessoal.
Dentro da prevenção abordaremos temas diversos como os métodos preferidos por burlões e agressores e cuidados a ter perante situações específicas.

Depois vamos tentar que a todos quanto interessa este tema, se comecem a “mexer” (!).
Ou seja, é necessário que comece desde já a correr, a andar a pé ou a fazer uma actividade física que além de contribuir para o seu bem estar, vai permitir-lhe ficar mais preparado para iniciar o estudo desta arte fantástica da defesa pessoal.

Numa 3ª fase vamos ajudá-lo também a conhecer o seu corpo.
Conhecendo o seu corpo, conhece o corpo dos outros e a partir daí será mais fácil treinar os movimentos que lhe vamos propor.
Vamos também mostrar-lhe pequenos filmes com situações de assalto ou agressão com algumas propostas de resolução optando sempre pelas mais simples.

Finalmente, depois de começar a treinar com um parceiro vamos pedir-lhe que repita os movimentos até os memorizar e conseguir executá-los sem dificuldade.
É através desta prática regular que vai conseguir o grande objectivo da defesa pessoal:
Aumentar a sua auto confiança de modo a poder viver sem receios embora com algumas cautelas.

Depois de algum treino e duma melhor percepção das suas capacidades estará em condições de catalogar as situações.
Ou seja; saber identificar as situações perigosas em que pode actuar para se defender e fugir e aquelas em que infelizmente nada pode fazer pois colocaria a sua integridade física e até a sua própria vida em risco.

É preciso nunca esquecer que a melhor defesa pessoal, por vezes, é exactamente não fazer nada!

 

link do postPor defesapessoal, às 16:29  ver comentários (1) comentar


Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da defesa pessoal. Este Consultório tem um carácter informativo.

E-mail: fernandosuissas@sapo.pt
Consultório

Com este blog pretende-se contribuir para o aumento do sentimento de segurança de todos. Sem desassociar o Estado, através das várias polícias, da nobre tarefa de proteger todos os cidadãos bem como os seus bens, esperamos contribuir para o total e verdadeiro esclarecimento de todos perante a temática da Defesa Pessoal.

E como vamos fazer isso?
Em primeiro lugar vamos sempre abordar o tema da prevenção.
É sempre com a prevenção que se inicia o estudo da defesa pessoal.
Dentro da prevenção abordaremos temas diversos como os métodos preferidos por burlões e agressores e cuidados a ter perante situações específicas.
Veja mais aqui.

 
arquivos
links
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds
blogs SAPO